Jornal Zona Norte - A voz da Zona Norte!
14 Nov 2017 14:11

SES atende mais de 20 mil diabéticos em Sorocaba

No dia 14 de novembro é celebrado o Dia Mundial do Diabetes em resposta às preocupações sobre os crescentes números de diagnósticos da doença no mundo. Pensando nisso, a Secretaria da Saúde de Sorocaba (SES), que possui 20.029 pacientes cadastrados no Programa de Diabetes da rede pública de saúde municipal, está intensificando diversas ações de prevenção ao diabetes e suas complicações, nas 32 UBSs (Unidade Básica de Saúde) e nas equipes das USFs (Unidade Estratégia de Saúde da Família).

Intervenção territorial, acolhimento, orientação nutricional, aferição de pressão arterial, monitoramento da glicemia capilar e informações sobre pé diabético são algumas das atividades realizadas até esta sexta-feira (17). Apesar da intensificação desses procedimentos, a Área de Atenção Básica já tem afixada essas medidas para fortalecer e promover a prevenção da doença em seus pacientes.

A pessoa que é diagnosticada com diabetes na rede SUS em Sorocaba, passa por uma consulta com o médico para avaliar sua classificação de risco e é direcionada ao Programa de Diabetes da UBS. Após a avaliação, o usuário entra num cronograma de consultas, que varia entre consulta médica individual ou coletiva, consulta de enfermagem individual ou coletiva, e atendimento individual com o técnico de enfermagem.

Atualmente a rede de Sorocaba conta com 7 mil pacientes insulinodependentes, que recebem gratuitamente o glicosímetro, tiras reagentes, lancetas e seringas. Já para os pacientes não insulinodependentes, esses podem retirar sua medicação na rede de farmácia popular da cidade.

As 44 equipes das Unidades Estratégia de Saúde da Família atuam em prol da comunidade em regiões estratégicas da cidade e contam com residentes das áreas de educação física, fisioterapia e nutrição. Através dessa equipe multiprofissional, pacientes diabéticos recebem orientações sobre atividades físicas e orientações nutricionais.

Para o endócrino e médico da rede pública, Antônio Roberto Maestrello, o diagnóstico e tratamento adequado é de extrema importância para evitar futuras complicações que a doença oferece. “Os diabéticos podem ter complicações visuais, infarto, AVC, amputações de membros e, até mesmo, problemas renais”, alerta o especialista.

Ambulatório de Feridas e Pé Diabético

A SES também conta com o Ambulatório de Feridas e Pé Diabético, situado na estrutura predial da Policlínica Municipal, que oferece atendimentos para pacientes com problemas nos pés, como feridas, calos, ressecamento, deformidades, lesões crônicas nas pernas (úlcera por pressão e deiscência cirúrgica), além de vários problemas causados por pacientes diabéticos. Os atendimentos são realizados desde 2005 e oferece assistência multiprofissional especializada aos pacientes SUS.

A equipe multiprofissional do Ambulatório é composta por uma coordenadora enfermeira e profissionais das áreas de estomoterapia, cirurgia plástica, cirurgia vascular, enfermagem assistencial, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem, assistência social, fisioterapia, nutrição, podologia e dermatologia.

Os atendimentos no Ambulatório de Feridas e Pé Diabético são realizados de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, com os pacientes encaminhados pelas UBSs.